Bichectomia

Cirurgia para redução das bochechas

O que é Bichectomia?

Bichectomia ou cirurgia para redução das bochechas É o nome dado à cirurgia feito pelo cirurgião-dentista para a remoção da gordura de Bichat, com a finalidade de aliviar o sofrimento causado por trauma oclusal e afinar o rosto, dando um equilíbrio estético/funcional mais harmônico e atraente para quem tem as bochechas grandes ou volumosas.

Para as mulheres!

A bichectomia diminui as bochechas e afina a parte inferior do rosto, definindo melhor as “maças do rosto”.

Causa o que as mulheres chamam de “efeito Blush”, ou seja, as “maçãs do rosto” parecem mais proeminentes e rosto mais fino.

Benefícios

Além de ser livrar do trauma mastigatório, é uma solução para o problema de muitas pessoas que têm complexo com o volume das bochechas

Através de um pequeno corte na parte interna da boca (não há cicatrizes externas ou perceptíveis) retira, parcial ou totalmente a gordura das bochechas.

O volume retirado deve ser suficiente para causar um benefício estético, sem aprofundar muito a região das bochechas.

O resultado deve ser o suficiente para o equilíbrio estético/funcional. Portanto é necessária a avaliação prévia para obter os resultados esperados!

O volume acentuado da gordura de Bichat interfere na oclusão dentária causando ferimentos devido as mordidas na bochecha.
Muitos pacientes perdem peso, mas o rosto continua volumoso!
“Emagreço, emagreço, e as minhas bochechas continuam grandes!”

Ocorre que a gordura de Bichat é a última gordura do organismo a ser
absorvida, em casos de perda de peso, ou seja, você pode perder peso e
as bochechas continuarão volumosas.

A gordura de Bichat não tem função fisiológica nos adultos podendo ser retiradas sem problemas.

A redução das bochechas não é um procedimento dolorido.
O maior desconforto no pós-operatório é causado pelo inchaço que ocorre após a cirurgia. Esse edema costuma ser semelhante ao que ocorre com a retirada de dentes (siso principalmente) e começa a diminuir após 48 horas.

A recuperação pós cirúrgica é tranquila se tomados os devidos cuidados.
Nos primeiros 3 dias ocorre inchaço e algumas áreas podem ficar roxas. Estes
inconvenientes podem ser sensivelmente reduzidos com a aplicação de laser e
drenagem linfática facial.
Atividade sociais e trabalho podem ser plenamente retomados, desde que não
exijam esforço físico.
Atividades aeróbicas leves são liberadas após duas semanas e academia entre
3 e 4 semanas.

Evitar sol nas primeiras 4 semanas ou enquanto houverem áreas roxas
Compressas geladas nos primeiros 3 dias

Dieta liquida e pastosa nas primeiras 48 horas

Atividade físicas leves como caminhadas podem ser retomadas após duas semanas.

Academia, exercícios de contato, ou mais intensos, são liberados após 3-4
semanas de acordo com a evolução de cada paciente.
Os resultados iniciais aparecerão após 02 semanas e após 6 meses obtemos o resultado final.

A tendência das bochechas de crescerem quando ocorre ganho de peso,
diminui muito com o procedimento. Entretanto, em casos de grandes ganhos
ponderais, elas podem aumentar de tamanho novamente.

Existem dois riscos específicos da redução das bochechas, que são reduzidos a praticamente zero, quando a cirurgia é feita pelo cirurgião-dentista competente, conhecedor da técnica cirúrgica atraumática e delicada. São eles:

Lesão dos ramos bucais no nervo facial (que movimentam a boca) e do ducto
parotídio (que leva a saliva para a boca).

Os ramos bucais que podem sofrer alterações, não são ramos únicos do nervo
facial, sendo assim, na ocorrência de algum imprevisto, a boca na grande
maioria das vezes, acaba sofrendo reinervação de outros ramos, voltando ao
normal.

A doenças sistêmicas descontroladas, contraindicações clínicas em geral e pacientes com algum tipo de dismorfia corporal.

Pronto pra marcar?